segunda-feira, 5 de julho de 2010

5 Maravilhas Naturais que as novas gerações não conhecerão

Infelizmente a consciência ambiental do ser humano ainda está nas primeiras fases de evolução. Se pensarmos bem, assim como algumas espécies de animais, muitos lugares incríveis do nosso planeta não estarão mais surpreendendo as futuras gerações.
Veja abaixo algumas dessas maravilhas que, talvez, nossos netos não conheçam tais como são hoje:

1) Great Barrier Reef (Grande Barreira de Corais) / Austrália
A mundança de clima, a poluição e a pesca são as principais ameaças para a saúde de um sistema de recifes. Outras ameaças incluem os acidentes, derrames de petróleo e ciclones tropicais.
Outra ameaça chave enfrentados pela Grande Barreira de Coral  é diminuição da qualidade da água. Os rios do nordeste da Austrália poluem o Recife durante eventos de inundação tropical. Mais de 90% dessa poluição vem de escoamento agrícola (em função do uso de fertilizantes e uso excessivo de pesticidas.

 
 
2) Glacier National Park / Estados Unidos
Em 1850, Glacier National Park foi o lar de 150 geleiras. Hoje, existem apenas 26, as alterações climáticas e a poluição são dois dos principais motivos.

 

3) Maldives (Ilhas Maldivas)
Ao longo do século passado, o nível do mar tem subido cerca de 20 centímetros . Uma nova alta dos oceanos pode ameaçar a existência das Maldivas. Ele já é o menor país do mundo, com um nível de terreno natural máxima de apenas 2,3 metros, sendo a média de apenas 1,5 metros acima do nível do mar. No entanto, por volta de 1970, o nível do mar caiu há 20-30 centímetros.  
Em novembro de 2008, o presidente Mohamed Nasheed anunciou planos para olhar em comprar novas terras, na Índia, Sri Lanka e Austrália, devido à sua preocupação com o aquecimento global e a possibilidade de grande parte das ilhas estar sendo inundada.

 

4) Kilimanjaro Glacier / ÁfricaO Monte Kilimanjaro é a montanha mais alta de África e o quarto maior dos Sete Cumes. Está entre as mais altas montanhas autônomas do mundo, com o pico chamado Uhuru, subindo para uma altitude de 15.100 pés (4.600 m) da base até o cume.
Embora seja latente, Kilimanjaro tem fumarolas que emitem gás na cratera no cume principal do Kibo. Os cientistas concluíram em 2003 que o magma fundido está apenas a 400 metros abaixo da cratera do cume. Vários deslizamentos de terra e colapsos ocorridos em Kibo no passado criaram  uma área conhecida como "Westearn Breach" (traduzindo, seria algo como: a Violação do Ocidente).


5) Península Antártica
A Península Antártica é uma parte do mundo que está experimentando o aquecimento extraordinário.  
A cada década nos últimos cinco anos, a temperatura média na Península Antártica aumentou 0,5 grau Celsius.  
Em 2006, a perda de massa de gelo na península foi de 60 bilhões de toneladas Sete partes de gelo ao longo da Península Antártica recuaram ou desintegraram nas últimas duas décadas. Uma Investigação do United States Geological Survey revelou que cada frente de gelo na metade sul da península já sofreram recuos entre 1947 e 2009. De acordo com um estudo da British Antarctic Survey, as geleiras da península não vão apenas recuar, mas também aumentar sua taxa de fluxo, como resultado do aumento da flutuabilidade na parte inferior das geleiras. O professor David Vaughan descreveu a desintegração da plataforma de gelo Wilkins como as últimas provas de um rápido aquecimento na área. 
Postar um comentário