segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Coisas esquecidas em quartos de hotel

Depois que uma camareira achou 6.000 dólares em um quarto de hotel em Miami, o Gerente Geral do Opus Hotel resolveu dar uma olhada no seu departamento de "achados e perdidos".

Ele encontrou caixas e caixas de pertences de hóspedes, sendo que a maioria parecia lixo deixado para trás de propósito.
Durante sua visita, encontrou de tudo. Desde o trivial como artigos de higiene pessoal, escovas de dente, CDs e adaptadores, até jóias, laptops, iPods, roupas, passaportes, pen drives e prescrições médicas.  

Um item que lhe chamou atenção foi uma garrafa de champanhe Crystal, avaliada em 800 dólares. O achado poderia ter regado alguma festa da gerência ou do camareiro que encontrou, mas o dono foi buscar a garrafa...2 anos depois.  Sim, ela ainda estava lá aguardando por ele.
O Gerente tem muito claro a importância que alguns objetos podem ter para algumas pessoas e não cabe a ele definir o "valor" de cada objeto.
 
Os brinquedos sexuais são itens populares esquecidos em hotéis, provavelmente, porque são guardados (ou escondidos) fora da vista, em alguma gaveta ou debaixo da cama. Esse, os donos nunca voltam para pegar...
Materiais pornográficos foram o alvo do esquecimento de um hóspede em particular no Opus Hotel. No seu apartamento foi encontrado um chicote, revistas "impróprias para menores", uniforme de enfermeira, peruca, um estetoscópio e drogas.
Depois dos "sex toys", o segundo lugar entre as coisas mais esquecidas pelos hóspedes em quartos de hotel são perucas e, em terceiro, dentaduras.


Para terminar o relato, o gerente geral conta que a hóspede ficou tão comovida com a honestidade na devolução dos seus 6.000 dólares que, mais tarde, a camareira acabou ganhando depois uma recompensa que ultrapassou o valor encontrado.

Outro fato curioso foi o "famoso" tubarão deixado na banheira de um hotel de Portugal. O hóspede foi pescar e esqueceu que tubarões precisam de água salgada para sobreviver. Quando o bicho apresentou sinais de fraqueza, resolveu deixar o problema para a camareira. O animal foi encontrado vivo e voltou ao seu habitat natural.

Curiosidades a parte, se você esquecer alguma coisa em um hotel, ligue imediatamente e comunique o fato. Seja paciente e persistente pois, algumas vezes os itens podem estar fora de lugar e difíceis de encontrar. Os hotéis normalmente enviam o objeto para você (Dependendo do valor do frete. Sim, alguns questionam isso).
  
Gorjeta para as camareiras ajuda, principalmente no exterior.  

De acordo com o livro "Camareira de Hotel", existem prazos para guardar cada coisa: 
  • Roupas e Livros - 1 ano
  • Calçados, malas e sacolas - 1 ano
  • Cosméticos em geral - 3 meses
  • Jóias de pouco valor - 1 ano
  • Jóias de grande valor - 5 anos
  • Revistas - 15 dias
  • Dinheiro e escrituras públicas - indeterminado
  • Documentos - até a validade dos mesmos
Depois desse prazo, os objetos deverão ser doados.  
Mas nem todos hotéis trabalham assim. Muitos guardam  (qualquer) objeto entre 1 e 3 meses e depois dão o destino que quiserem para os mesmos. A maioria fica com a camareira que o achou. 

No site da ABIH-PR, o Manual da Conduta Hoteleira, descreve:
"No dia-a-dia dos meios de hospedagem, pode acontecer de alguém esquecer ou perder seus pertences nas áreas comuns ou nos apartamentos. São objetos de todo tipo, pelos quais os hóspedes ou clientes podem vir a exigir reembolso. Portanto, devem-se tomar providências para garantir os interesses da empresa e do hóspede.
O hotel NÃO deverá procurar o hóspede para a entrega do objeto esquecido, o que se faz em nome da discrição. O procedimento correto é armazenar o objeto (por no mínimo 30 e, no máximo, 90 dias) e aguardar a procura pela parte interessada, até o prazo limite. Após esta data, mantém-se a ficha de registro arquivada e o objeto é descartado de acordo com a política institucional, podendo ser lixo ou doação para instituição de caridade
."
Como menciona o texto acima, não espere que todos os hotéis entrem em contato com você , por questão de segurança e privacidade. 
Exemplo: uma peça íntima da suposta esposa pode ser, na verdade, da secretária. 
Falando nisso, lembrei de um caso de uma Gerente de Recepção do primeiro hotel que trabalhei. Ela quis ser pró ativa e mandar flores para a casa da esposa de um hóspede frequente em seu aniversário. Afinal, todos os anos eles comemoravam a data no hotel. Bem, imagino que você já imaginam o que aconteceu. A comemoração sempre foi no aniversário da amante do (ex) hóspede que morava na cidade onde o hotel estava localizado.
Na época, foi uma "crise corporativa", mas hoje, confesso que é bem engraçado lembrar.

Particularmente já esqueci muitas coisas em hotéis. E o principal motivo é a "gentileza" das camareiras em quererem ser "mordomos" e guardam roupas e sapatos nos armários e gavetas do quarto. 
Prezados hotéis de luxo, a não ser que eu solicite, por favor, somente dobrem as roupas...nunca as guardem.

Para terminar, veja abaixo os 10 itens  mais estranhos deixados em quartos de hotel:
1) Livro em uma língua estranha - Londa Hotel/Cyprus

2) Chave de uma Ferrari Testarossa - Hesperia Hotel / Barcelona

3)  Alianças de Casamento - Hotel Ranga/Iceland
4) Tubarão - Tivoli Marina Villamoura /Portugal
(Contei a história acima)

5) Cacatua - Grand Hotel Bahia del Duque / Tenerife

6) Cachorro - Gran Hotel Principe Piemonte / Itália

7) 20.000 Euros - Hotel Milano / Itália

8) Perucas (2º ítem mais esquecido)

9) Dentaduras - (3º ítem mais esquecido)

10) Boneca de madeira
(Obs.: Do site em que peguei essas informações, eles colocaram essa boneca - que realmente foi esquecida em um hotel - como uma dica sobre a varidade de "sex toys" que encontram. Não é a toa que são estão no topo dos objetos deixados por hóspedes).

Você tem alguma história assim para contar?
Postar um comentário