sábado, 11 de dezembro de 2010

Eu não sei

Acredito que você já se deparou com alguém assim:  "o sabe tudo". Também conhecido como 
"o chato", "o que não ouve", "o que se acha" (ou melhor, "que se tem certeza", como diz um amigo meu).
O pior é quando ele entra em nossa vida na condição de chefe (sim, pois um líder de verdade sabe dizer "não sei").
Sempre me pergunto se ele realmente não vê que esse tipo de comportamento é um dos maiores vilões da criatividade e motivação da sua equipe.

Bem, em homenagem a esse "inseguro corporativo", selecionei um texto muito apropriado, pois sempre concordei com a frase: "Os ignorantes, aqueles que acham que sabem tudo, privam-se de um dos maiores prazeres da vida: aprender!"


O texto abaixo é de Ralph S. Marston, Jr., que mantém um site interessante sobre motivação, o Great Day (em inglês).

Uma das melhores coisas que você pode fazer é admitir que não sabe algumas coisas. As pessoas mais inteligentes não são aquelas com a pretensão de saber tudo, e sim as que entendem de maneira realista o que sabem e, talvez mais importante, o que não sabem.

Algumas pessoas, de forma tola, querem mostrar que sabem o que na verdade não conhecem. É uma questão boba de orgulho, mas no fim esse comportamento só pode trazer consequências negativas.

Admitir que você não sabe alguma coisa é o primeiro passo para aprender. Ninguém pode saber tudo. Não existe vergonha em não saber.

Há muitas coisas que você pode aprender quando admitir para si mesmo e para os outros que não sabe. É muito melhor admitir que você não sabe do que continuar ignorante. Tenha a coragem de dizer "eu não sei" e, depois, vá pesquisar a resposta - será muito melhor para todos nós.
Postar um comentário