quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

8 Estratégias de Crescimento de Kotler e outras recomendações.

Assistir ao Philip Kotler é sempre um prazer. Frases enfáticas e recomendações marcaram sua última palestra em São Paulo, durante a HSM Expo.

A mensagem é clara: "O crescimento brasileiro deve desacelerar nos próximos 3 ou 4 anos, não ultrapassando 2,5%." 
Pois é meus amigos, lembram-se dos 7,5% de 2010, esqueça!

Os BRICs (Brasil, Rússia, Índia e China) ainda continuam liderando com crescimento rápido, sendo que Indonésia e Turquia se uniram ao grupo.

Mas não há como deixar de lado os PIGS (Portugal, Itália, Grécia e Espanha), que amarguram um crescimento 0%.
A Era é mesmo da Ásia. China ainda tem uns 10 anos de crescimento, mas mais devagar. Kotler alerta: "A China precisa redirecionar o poder de compra para dentro de seu território e investir no desenvolvimento interno".


Vivemos em um momento onde as cidades são mais importantes que as nações. E é por esse caminho que Kotler faz suas recomendações ao Brasil. Ao citar cidades como Fortaleza, São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre, foi taxativo ao dizer que precisamos colocar "talentos" na gestão. Sabemos muito bem disso, caro guru, mas não sabemos votar. Pior, somos obrigados a votar, pois não vivemos em uma democracia pura. Isso não é um direito, mas um dever.

O especialista  também afirma que o mundo não sabe o que produzimos. Não temos marcas internacionais. Todos nós associamos relógios e chocolates à Suiça, que a Ericsson é sueca, ou seja, países pequenos tem grandes empresas, pois não se sustentam só com o mercado interno e precisam exportar. 
Brasil tem expertise para ajudar os países na América Latina. Deveríamos ser o modelo, a Alemanha da Eastern Europe.
Pois é, professor, mas temos corrupção ativa, crescimento inacreditável da violência, infraestrutura que não suporta o crescimento econômico, impostos nas alturas, educação e saúde precárias, justiça morosa, falta de visão de longo prazo e políticas públicas vergonhosas.

Mesmo apontando nossos gargalos, o consultor foi otimista. Como é possível notar, não compartilho desse mesmo sentimento. Temos uma base ética a ser trabalhada...

O economista Robert Gordon foi citado ao falar sobre os estágios da industrialização:
1 - Máquinas à vapor
2 - Era industrial (carros)
3 - Internet (busca pode desaparecer)
Então qual a próxima revolução?
4 - Biotecnologia

Já são 200.000 voluntários para povoar Marte, em uma viagem só de ida.

No final, ele coloca 8 estratégias para o crescimento:

1- Aumente seu Market Share, conheça seus concorrentes e expanda seu negócio no mercado; 100% de share somente em empresas de nicho.

2- Tenha clientes fiéis, eles estarão engajados com você quando quiserem ajudar com ideias para seu próximo produto; 

3- Cresça internacionalmente e regionalmente; 

4- Construa uma marca muito forte, a Apple e Nike são bons exemplos, o segredo é criar plataformas como o iTunes; 

5- Inove, o que Kotler mais gosta é a ideia de construir um novo modelo de negócios, crie novas experiências; Ikea foi exemplo.

6- Trabalhe mais perto do governo, torne-se uma empresa público-privada (PPE - public private enterprize)

7- Torne- se uma empresa mais cuidadosa, isso inclui também problemas mundiais; Crie valor para todos seus stakeholders, não somente investidores).

8- Leiam o livro para descobrir a última, brincou Kotler. Mas depois não resistiu e contou: seja uma empresa mais 3.0, ou seja, entenda os consumidores mentalmente e emocionalmente.

===============
Se gostou desse post, vai se interessar por esses também:
Postar um comentário