terça-feira, 28 de julho de 2009

Santa Catarina é um destino de Luxo?

O Diário Catarinense desta semana trás uma questão interessante. O que falta para SC, com 110 mil aptos. disponíveis entre hotéis e pousadas, ser um destino de Luxo?


SC tem muito do que é preciso:
* Cenário de extrema beleza natural
* Ótimos restaurantes
* Um resorts reconhecido e com entretenimento suficiente para manter o visitante entretido sem que precise sair.
* Boas pousadas isoladas em paraísos tropicais

Mas muitos são os problemas ainda a serem enfrentados:
* Falta de saneamento
* Infra-estrutura de transportes
* Administração familiar em muitos hotéis
* Produtos de entretenimento na região
* Profissionais mais qualificados
* Falta de segurança jurídica
O que é preciso?
* Plano de grenciamento costeiro
* Investimentos públicos e privados
Hoje, o Costão do Santinho é um dos Resorts referência no Brasil e o Sofitel divide o atendimento entre veranistas, mas principalmente executivos em viagens de trabalho.
Com 900 quartos, o Costão mantém uma taxa de ocupação média de 55%. No verão, passa de 90%. Durante a alta temporada, diárias para duas pessoas variam de R$ 1 mil a R$ 2,3 mil.



O Sofitel, também de alto padrão e localizado no centro da cidade, possui 115 aptos e mantém uma ocupação de 50% e com diárias que variam de R$ 1,5 mil a R$ 4 mil, dependendo da época do ano.
"O turismo de luxo é mais resistente à crise, navega tranquilo, em outros patamares. E com ele, o investidor ganha mais, as pessoas que trabalham ganham mais e o Estado, com a arrecadação, ganha mais.Florianópolis em posição de destaqueApesar do potencial turístico evidente em diferentes regiões do Estado, em SC a expectativa de que o turismo de luxo ganhe força se concentra na Grande Florianópolis.- Florianópolis é uma ilha. O que precisamos é de um público qualificado e não de quantidade". - ressalta o vice-presidente do Florianópolis Convention & Visitors Bureau, Eugênio David Cordeiro Neto.
Um exemplo de investimento estrangeiro em SC é Termas do Tabuleiro, condomínio residencial e resort em Santo Amaro da Imperatriz, projeto do grupo árabe Baden Baden. Para explorar as águas termais, serão investidos R$ 90 milhões.
Segundo o gerente do projeto, Luís Ernani, a primeira etapa, que abrange 33 casas, será entregue em dezembro deste ano. O hotel com 200 apartamentos fica pronto no final de 2012.

Na minha opinião, precisamos lembrar do clima de SC que traz ao destino uma sazonalidade diferenciada do Nordeste, por exemplo. Além disso, o destino precisa de mais promoção no exterior e definitivamente muito mais infra-estrutura e hotéis com marcas multinacionais. De qualquer maneira, é um estado maravilhoso. Minha dica é a Ilha do Papagaio!!!! Boa Viagem!!!


Para complementar este texto, leia sobre a possível venda do Costão do Santinho e a queda na demanda do turismo para SC na reportagem da Exame aqui.
Postar um comentário