quinta-feira, 9 de julho de 2009

O Superpoder de Consumo das Crianças

Novamente aproveitando minha nova caminhada pela maternidade, vamos falar sobre o mercado direcionado para crianças. Pesquisando um pouco mais, é surpreendente os números deste segmento.

A população entre os 2 e 12 anos da classe média representa a principal influência de consumo nas famílias.
"Acho que o mundo da publicidade ainda não se deu conta do imenso poder desse público, não só enquanto consumidor direto, mas como principal influência no consumo de toda família", diz a diretora da empresa de pesquisas de mercado MultiFocus, Ana Helena Reis, responsável pela realização no Brasil do Kiddo's Latin America Kids Study - o mais completo estudo sobre os hábitos de consumo da população até 12 anos na América Latina. "A influência infantil vai muito além das compras no supermercado ou no shopping e determina a escolha de onde morar, que carro ter, para onde ir nas férias, que restaurantes e hotéis freqüentar uma vez que tudo passa pela avaliação do que é conveniente para a criança. As decisões da toda a família são tomadas a partir da possibilidade das crianças se divertirem, o que implica na movimentação de somas de dinheiro maiores", conta a executiva.

"A partir dos dois ou três anos, as crianças já escolhem o que querem. As mães ainda decidem em que loja vão, mas o fato da criança gostar do ambiente da loja condiciona a compra", diz a consultora Celina Kochen. O lado lúdico de ir às compras fideliza os baixinhos. "As crianças são mais suscetíveis à inteligência de marketing do que aos produtos em si. Se a compra não for envolvida por algo mais, eles não se interessam", diz Celina.

Pesquisas apontam que em 56% das compras as mães são diretamente influenciadas pelas crianças. Outra pesquisa mostrou que 56% das mães de crianças entre 4 e 8 anos compram os itens que os filhos pedem. O que chama a atenção é que nem sempre os publicitários e especialistas em comunicação conseguem produzir mensagens para elas.

Coisas

Alguns exemplos:
T.G.I FRIDAY´S - Restaurante
Internacionalmente famoso pela habilidade dos seus barmen, os restaurantes da rede Friday''s no Brasil estão empenhados em atrair o público infantil. Além de oferecer menus especiais, passatempos e até "drinks" sem álcool, o Friday’s fez uma parceira com a Nestlé para oferecer papinhas para os mais novos.


GLITZMANIA - Cabelereiro Infatil
Às vezes, a abordagem correta pode fazer com que uma obrigação chata para as crianças se torne uma atividade recreativa. "As crianças de hoje nascem imersas em informação e para conquistá-las é preciso oferecer uma mistura bem balanceada de tecnologia e fantasia", diz Leonardo Fontenele, diretor da Imagic, o escritório de arquitetura especializado em tematização responsável pelo projeto do salão. Cadeiras especiais, brincadeiras e uma família de personagens excluvivos fazem parte da fórmula.


TYROL - Roupas Infantis
O diretor de varejo da marca de roupas infantis Tyrol, Uri Dayan, enfatiza que além de criar um espaço para a diversão enquanto a mãe compra, a Tyrol criou um sistema de atendimento em que enquanto uma vendedora atende a mãe, outra brinca com a criança. Além disso, a grife criou uma coleção de brinquedos e roupinhas de boneca que reproduzem as peças da coleção. "As crianças desenvolvem uma relação com as vendedoras e até as convidam para suas festas.



Mais informações sobre este assunto tão interessante, acesse o site MARKETING INFANTIL, feito pela Rabelo & Associados, Marketing Infantil.
Postar um comentário