terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Como está sua reputação (pessoal) online?

Fui convidada pela Consulth Jr, empresa júnior dos alunos  de Turismo, Hotelaria e Gastronomia do Centro Universitário Senac (Campus Santo Amaro) de São Paulo.
Agradeço ao Fábio Savarese, Diretor de Marketing da Consulth Jr. pelo convite!
==================

A Web 2.0 (Redes Sociais) já invadiu a “nossa praia” há algum tempo, mudou a forma como nos comunicamos e ainda nos proporcionará muito mais interatividade no futuro.

Se você ainda duvida da força das redes sociais, veja alguns fatos:

• 85% dos trabalhos são encontrados através de networking, chegando a 95% nos últimos tempos. As redes sociais, com certeza, podem acelerar seu networking profissional.

• Um estudo conduzido pela Nielsen aponta que o Brasil é o país mais conectado em redes sociais, com adesão de 86% dos usuários em uma média de cinco horas mensais.

• 22% do tempo passado na internet a cada mês é dedicado ao Twitter, comentários, blogs, compartilhamento e sites de relacionamento.

• Mais de 75% dos consumidores on-line frequentam redes sociais ou blogs, o que representa um aumento de 24% sobre 2009.

Para saber mais, acesse o víde “Análise das redes sociais no Brasil” e assita 3 minutos bem interessantes da Agência Click sobre o assunto.

Com tudo isso, ainda acho engraçado alguém encher o peito para dizer que o Twitter é uma perda de tempo ou que o Facebook serve para exibicionistas.

“Cada vez mais as empresas estão acessando perfis, checando comunidades e o modo como os potenciais candidatos se expressam”, diz Carmem Alonso, gerente de treinamento do Núcleo Brasileiro de Estágios (Nube)

Sim, sua reputação online agora faz parte do seu currículo, você querendo ou não!

Com base nisso, minha pergunta para você é: que papel tem a internet na sua vida?

Normalmente, as pessoas entram na internet por 3 motivos: Informação, Entretenimento e/ou Relacionamento.

Por experiência, sei que estudantes universitários ainda não aproveitam todo o potencial de pesquisa, troca de informações, divulgação e compartilhamento de conteúdo que a internet oferece.

Mas me conforta saber que é uma questão de tempo. Os “nativos digitais” chegarão com força total no mercado de trabalho e o pessoal de 20 anos vai ter que correr se não quiser ficar obsoleto daqui uns 5 anos.

Para isso, selecionei algumas dicas que considero importantes para você aparecer “bem na foto” e manter uma boa reputação na internet.

1) Use o bom senso
Nunca poste fotos comprometedoras. Poses ridículas e vulgaridades em geral nem pensar! Comentários da sua vida íntima também entram nesse item.
Além disso, lembre-se que você não é uma celebridade. Antes de revelar ao mundo o que você comeu no café da manhã, que acordou de mau humor ou que está nesse momento passeando no shopping com seu poodle, pense duas vezes sobre a relevância que isso tem para as pessoas.

Particularmente, gostaria muito mais de saber o que você pensa, suas perspectivas profissionais, seus interesses. Só não confunda dizer o que pensa com falta de educação ou ser inconseqüente nas suas colocações.
Que tal disponibilizar links que assuntos interessantes para várias pessoas. Se for da área de atuação que você pretende atuar melhor ainda.

E, por favor, evite qualquer comentário sobre política, religião, preconceito de qualquer tipo ou algum outro assunto polêmico. Antes de pressionar o “send”, pense 2, 3, 4 vezes.

2) Cuidado com o Português
Já ouvi muita gente falar que a internet está formando pessoas que não sabem escrever. Na verdade, a objetividade e dinamismo do mundo online exigem que as pessoas consigam se expressar de forma concisa e inteligente. Portanto, erros de português são inadmissíveis.

3) Crie seu Network.
Conecte-se com blogs e perfis de pessoas dentro do segmento de mercado que você está buscando.

Siga empresas onde você gostaria de trabalhar e pessoas com quem gostaria de estar conectado profissionalmente. Tente chamar a atenção delas com seus posts. Fale, por exemplo, sobre o que está pesquisando, pergunte opinião, comente sobre suas aulas, etc.

4) Saiba tirar informação da internet
Assine 2 ou 3 newsletters e siga perfis que te mantenham informado. Configure tudo de tal forma que você não perca tempo procurando assuntos de seu interesse e que possa clicar direto somente nos links em que quer se aprofundar.

Não é raro encontrar estudantes que ficam horas e horas “perdidos” na internet, que se dispersam com tanta informação. Foco é vital no mundo online!

5) Não se torne um “chato digital”
Se você quer ser um usuário ativo das redes sociais, não lote a “timeline” das pessoas com mensagens (3 por dia está bom). Não se torne um “spammer”!

Também não trate as pessoas com intimidade somente porque ela te segue ou é seu “amigo” virtual.
Outra coisa importante é não ficar pedindo “me segue”, “vota em mim”, “me recomenda”, “fala bem de mim”.....NÃO! Leve sua educação e bom senso offline para o mundo online!

Dica: Nunca diga nada online que não diria pessoalmente.

6) Cuidado com a escolha das suas Comunidades
Afaste-se de comunidades como: “Eu odeio isso…” ou que estejam relacionadas à violência, homofobia, pornografia ou outros temas negativos. Isso pode atingir diretamente o resultado de uma entrevista ou seleção. Acredite! Isso acontece SIM, e mais do que você imagina! Eu mesma já fiz pré-seleções de candidatos através do perfil deles nas redes sociais.

7) Eu sei o que você fez no verão passado...
Antes de abrir um perfil em alguma rede social, defina qual será seu objetivo. Se o objetivo for pessoal, limite o acesso às pessoas que você realmente conhece. Nesse caso, publique fotos do nascimento do seu sobrinho, das últimas férias ou do seu cachorro de estimação. Mas nada de exageros.

Entretanto, se optar por um perfil profissional, ressalte seu currículo, publique links de informações interessantes de mercado, sugira leituras, divulgue seu blog com assuntos do seu segmento de mercado (se tiver um) e deixe-o aberto ao público.

Dica: Orkut é 100% pessoal e Linkedin, 100% profissional. Quanto ao Facebook, faça uma opção e siga as regras acima.

8) O poder do LinkedIn
O maior e melhor site de rede social profissional do mundo. O LinkedIn é fonte de pesquisa para quase todas as pessoas de Recursos Humanos e headhunters hoje em dia. Crie seu perfil JÁ!

Se falar inglês, opte por essa língua.

Dica: Visite perfis de profissionais que você admira e tome como base. Depois, faça uma busca por pessoas do segmento que você pretende trabalhar e conecte-se a elas. Se não conhecê-las, peça para ser indicado online.

Aprenda desde já que networking é vital na nossa vida profissional.

Nunca esqueça que tudo o que está na net é permanente, mesmo em redes fechadas. Talvez você não esteja dando bola para isso no momento, mas isso pode te prejudicar no futuro.
Que tal começar colocando seu nome no Google e ver o que aparece?

A união de todos esses “rastros digitais” é o que constrói sua reputação online. Portanto, CUIDE DE SUA IMAGEM!

Mas apesar de tudo, é possível usar toda essa exposição de maneira positiva. A internet é uma vitrine poderosa. Tire o melhor proveito dela. Não seja um escravo da tecnologia, mas faça-a trabalhar para você.

E se você ainda é um daqueles que está resistindo à inclusão digital, saiba que pode ser visto como anti-social e “low-tech” pelo mercado de trabalho.
Conecte-se! O processo é divertido e indolor!
----

Para quem quiser uma “consultoria”, dicas ou somente bater um papo sobre o assunto, seguem meus contatos....
Não! Vamos fazer melhor: achem-me na internet!

Vejam abaixo a revista original:


Postar um comentário