segunda-feira, 7 de abril de 2008

Tendências de Consumo (Parte 1)


Tendências de Consumo para 2008
O site de tendências Trendwatching revelou os princípios para 2008:
1) Reavaliar o conceito de status – diante o aumento incrível de “ricos” no mundo, se torna primordial saber o que realmente é status e reavaliar o conceito de luxo. O princípio “acessível a poucos” deve ser cada vez mais fortalecido para se manter exclusivo. Os produtos de luxo, hoje, devem ter formas exóticas, preços mais altos e realmente edições muito limitadas.
2) Lançar Linhas Premium – Levando-se em consideração que os consumidores estão sempre em busca de status e isso gera uma ótima oportunidade para idéias criativas, com foco na super diferenciação. Exemplo: Água Evian’s lançou a garrafa “Palace Bottle”, só disponível em poucos restaurantes super selecionados.
3) Proporcionar prazer instantâneo (Criar uma versão “snack” para produtos já existentes)
Produtos e serviços cada vez mais efêmeros e acessíveis. Estão sendo desconstruídos para facilitar o entendimento e proporcionar ao consumidor cada vez mais experiências de consumo com maior freqüência possível, no menor
espaço de tempo. Exemplos:
* Fast Fashion -
Zara com troca de coleções rápidas e preço baixo.
* Snack Cuture –
Jornal Metro de SP com textos rápidos sobre tudo.
4) Criar acesso on line para produtos e marcas. (Criar 2 ou 3 ajustes na nossa presença on line). Para os consumidores, hoje, acesso on line é igual a oxigênio para respirar.Exemplo: 1 entre 3 celulares estarão conectados à internet até 2012. Já existe nos U.S. um aparelho wireless que pode ser conectado no acendedor de cigarros do carro e ter internet no trajeto casa-trabalho.
3) Seja original e ecologicamente correto. (Uma inovação Eco, pelo menos)
Ser original e criar algo novo para este mercado.
Honda lançou o
FCX Clarity movido o hidrogênio e tem como vantagem competitiva, a não emissão de poluentes.
4) Criar serviços realmente úteis proporcionando experiências. (campanhas de propaganda que realmente
acrescentem algo de real valor ao seu produto).
Considerando que os consumidores valorizam o autêntico, o prático, o exclusivo, estão sempre procurando algo que torne a vida mais conveniente economizando o pouco tempo livre que possuem.
5) Faça você mesmo!
Com toda a democratização da mídia proporcionada pela internet, hoje os consumidores são ávidos por colocar on line toda sua criatividade, vide a explosão dos blogs, de sites pessoais, o my space, etc.
Exemplo: Uma empresa virtual da Nova Zelândia chamada Ponoko oferece a oportunidade dos consumidores colocarem no mundo real seus projetos de design e a possibilidade de sua comercialização. Eles podem enviar seus desenhos ao site, escolher dentre uma variedade de materiais, a Ponoko manda cortar, envia protótipo para a casa do cliente e quando aprovado coloca no catálogo de venda. O comprador interessado contata o criador do objeto, acerta o preço a
Ponoko produz e entrega através de sua equipe e logística.
8 ) Garimpar nas multidões (uma campanha interativa com prêmio atrativo)
A idéia aqui é conseguir um diamante lapidado através da multidão de consumidores interessados em participar do processo criativo de desenvolvimento de um produto ou serviço, claro que sempre com uma bela recompensa!
Exemplo:
- O site
wikipedia permite edição de qualquer pessoa. Podemos melhorar ou acrescentar qualquer assunto na chamada enciclopédia livre.
- A empresa de aluguel de DVDs, Netflix oferece um prêmio de USD 1 MI para quem sugerir e provar que tem um sistema mais eficiente de medir o gosto do consumidor sobre os filmes.

Postar um comentário