segunda-feira, 7 de abril de 2008

Tendências de Consumo (Parte 2)

A Economia das Expectativas
A economia dos dias atuais é habitada por experiências e consumidores bem informados, os quais possuem uma longa lista de desejos e altas expectativas em relação aos produtos e serviços. Suas expectativas são baseadas em anos de auto-treinamento na sociedade do
hiperconsumo .

Segundo, o filósofo e sociólogo francês Gilles Lipovetsky, em seu livro "A Felicidade Paradoxal - Ensaio sobre a Sociedade do Hiperconsumo, Cia das Letras - 2007, estamos vivendo hoje o terceiro estágio do capitalismo, marcado pela oferta permanente de produtos em escala e intensidade jamais observadas. “O Bem Estar tornou-se o novo Deus, sendo o Consumo o seu Templo…”.O hiperconsumidor tem acesso ao ter, mas aspira a ser; os mais diversos prazeres sensoriais estão ao seu alcance, mas é preciso preservar a saúde, evitar os excessos, jantar no mais novo restaurante da cidade porque todos seus amigos já conhecem. Onde vamos chegar?

Segundo o Trendwatching, uma vez que temos altas expectativas em relação aos produtos e serviços e a maioria das marcas ainda não se adaptaram a este novo comportamento, surgem os consumidores indiferentes e irritados. Isso mesmo, somos mal humorados e frustrados. Portanto, se você trabalha em uma destas marcas de pouca “performance”, fique atento porque os seus consumidores tendem a não perdoar, parar de comprar e simplesmente não te explicar porque!A irritação neste caso pode ser explicada quando este consumidor é forçado a comprar um produto ou serviço de baixa “performance” simplesmente porque o “Best of the best” ainda não está disponível para ele.

Por exemplo, se você for a Nike, definitivamente compete com a Adidas e Reebok, mas quando o consumidor já decidiu que um novo tênis é o que ele desesperadamente precisa (mesmo que ele tenha 5 pares), durante as compras ele pode simplesmente mudar de idéia e achar que um novo celular da Nokia ou uma nova roupa na Zara, é que vão satisfazer sua busca pelo prazer através do consumo.
Portanto, sempre se faça esta pergunta: - Quais serão nossos outros concorrentes?
Alguns exemplos de marcas que souberam explorar as expectativas dos consumidores e atuar
em nichos de mercados:

a. Tomboy Trades - Empresa canadense que produz roupas profissionais para mulheres versões em pink, azul e vermelho!

b. e.l.f. - Empresa americana que vende cosméticos por apenas US$ 1,00 além disso oferece o serviço de customização onde a consumidora pode criar sua própria linha de beleza. O site ainda contribui para instituições de caridade.

c. Claseo – Empresa Alemã que se apresenta como a primeira comunidade global exclusiva de compras. Cada membro tem um acesso e só pode participar se for convidado, a diferença das lojas on line exclusivas é que essa, funciona como uma comunidade. As pessoas se conhecem pelo portal trocam experiências e informações. Imaginem o rico material que a empresa tem disponível!

Para o Trendwatching, entender e seguir a Economia das Expectativas não é uma ciência, na verdade é um mix de experiências, intuição e conhecimento de suas fontes de informação.
Quer saber o que é "cool", visite o Site "thecoolhunter" and have fun!!! Que se interessar, na parte de "travel", são mostrados hotéis sensacionais, super descolados!

Postar um comentário