sábado, 27 de novembro de 2010

O Mundo (consumo) em 2020...

Pelo segundo ano consecutivo o blog "Propagando o Marketing" foi escolhido para ser um dos 20 convidados da HSM ExpoManagement. E lá fui eu novamente participar de inúmeras palestras super interessantes. Esse evento é, praticamente, um MBA Executivo de 3 dias.


Vejam abaixo alguns tópicos que achei mais interessantes de uma palestra sobre O Mundo (consumo) em 2020...

*  Vendas Online - Serão 90% das empresas vendendo e 50% da população comprando pela internet. Entretanto, o consumo eletrônico não substituirá o consumo físico, mas o complementará. Serão criados negócios em ambientes intangíveis.
Hoje em dia, já são 60% dos brasileiros acessando sites de lojas, 58% considerando opiniões da web antes de comprar e 15% consultando a internet antes de decidir por algum produto.

* Integração dos Mercados (internacionalização) - A oligopolização mundial também será cada vez mais comum. Exemplo: todas as empresas de armas do mundo são sócias entre si.
BRICs - o que estamos vivenciando é só um aquecimento. A partir de 2020 será a vez de Brasil e Rússia.

* Economia Verde - Nos próximos 10 anos algumas áreas de forte expansão serão: biotecnologia, energia alternativa, nanotecnologia,etc.

* Envelhecimento da população - 20 anos atrás a média de idade das pessoas era de 50 anos. Hoje, é 90 anos. Em 2025 teremos mais gente morrendo que nascendo.
E o que pessoas com média de idade de 100 anos (naturalmente) vão fazer da vida? Somente consumir (como conhecemos hoje) cansa!
E não estamos falando de necessidades físicas, mas espirituais, intangíveis. Essas pessoas consumirão coisas e experiências que nem existem ainda. Um mundo complexo está se desenhando...

Tendências:
* Empresas especializadas já tem o 4G pronto e o protótipo do 5G. Seus profissionais já estão fazendo reuniões para discutir sobre o lançamento do 9G em 2040.

* Ética - um problema de ética virá em decorrência da evolução da tecnologia. A questão de armazenar chips com informações dentro de nós, por exemplo.
Ou a questão da sustentabilidade, que confronta o modelo econômico que temos hoje. Exemplo claro disso é a China: Hoje são 400 milhões de chineses vivendo na área urbana e 800 milhões na área rural. Em 2035,será 50% / 50% e, em 2050, serão 1 bilhão nas cidades e 250 milhões de pessoas na área rural.
Com 1 bilhão de consumidores no mesmo ritmo de hoje....a conta não fecha!!!
Não teremos o suficiente para comer. E o pior é a água. 70% do consumo de água do mundo é da agricultura. A crise de alimentos é eminente. 40% da produção de alimentos no mundo será do Brasil em função do espaço para plantar e criar gado.

Precisamos MUDAR O PADRÃO DE CONSUMO. O capitalismo se nutre da acumulação e de força de trabalho. Agora é o momento de distribuir para conseguir sustentar essa nova população.


NEGÓCIOS interessantes para investir:
1) Mercado infantil - é um mercado de 90 bilhões por ano.
2) Estética e aparências - esse segmento cresceu e continuará crescendo por causa do aumento da renda per capita e consequente maior auto estima. E não se iluda que é um mercado feminino. Os homens já representam 24% desse segmento.
3) Envelhecimento da população - oportunidade para a medicina preventiva, psicologia, etc. Muitos mercados que nem foram desenvolvidos (como falado acima).
4) Consumo de eco soluções - Só no bairro do Retiro em São Paulo são produzidas 10 toneladas de pano de lixo. O que fazer com isso?
5) Busca pela experimentação - as pessoas querem experiências lúdicas, ampliar os 5 sentidos (o que facilita e traz significado para o consumo). Se pensarmos somente em consumo pelo consumo, compra pela internet. Fora isso...invista na experiência!
6) Tribos - Muitos mercados ainda não são devidamente explorados tanto quanto poderiam. Exemplo: jovens gays.

Em geral, muitos empreendedores, quando tentam montar um negócio, não entendem o modelo mental do consumidor.

Exemplos:
  • Baby boomers - querem ir ao banco, sentar e conversar com o gerente.
  • Geração X - não gostam de cursos pela internet, preferem presenciais. São viciados em fast food (não cozinham), são "gordinhos". Lembrem-se que o McDonalds entrou no Brasil quando esse pessoal era pré ou adolescente. Pessoal do interior vinha para a "capital" conhecer a "novidade".
  • Geração Y - conectados, sem paciência.
Se seu negócio for específico para 1 geração única, evolua junto com a geração. Se for para uma faixa etária, mude constantemente seu negócio para acompanhar as diferentes gerações.

No futuro, o conceito de empresário deverá dar lugar ao empreendedor. E, ao invés da idéia de competitividade (individualista), deveremos pensar em "rede de cooperação", com ética e cidadania!

E o perfil desse novo homem de negócios será:
1) Planeja tudo o que faz
2) Não desiste diante de obstáculos
3) Sabe onde quer chegar
4) Acredita em si mesmo
5) Identifica oportunidades
6) Faz tudo com qualidade
7) Cumpre seus compromissos
8) Calcula e assume riscos
9) Faz boas parcerias
10) Busca novos conhecimentos

Hoje, a cultura empreendedora de cada país é canalizada para coisas diferentes. Exemplo de orgulho de pai:
* Nos USA - "Meu filho fez o primeiro milhão!"
* No Brasil - "Meu filho já pegou todas do bairro!"
Portanto, direcione seu poder empreendedor para coisas relevantes. Um exemplo disso é um curso gratuito da Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) sobre o assunto. Invista em você!

Bom futuro e bons negócios a todos!
Postar um comentário