sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Prospecções da Hotelaria Paulista até 2016.

Após atingir o topo de ocupação entre 2010 e 2011, essas taxas caíram em 2012 e 2013. Isso fez com que as diárias desacelerassem, o que gerou queda no RevPar (Receita por apto.) no último ano.

O cenário até 2016 será:

  • A oferta deve se manter praticamente estável, pois há apenas três hotéis em construção na cidade.
  • Por outro lado, a economia deve crescer na faixa dos 3%. Não é nada brilhante, mas as incertezas domésticas e internacionais vão diminuindo, o que develevar o setor privado a retomar a confiança e os projetos de investimento.
  • As tarifas vão dar um salto durante a Copa, elevando a diária média em São Paulo.
  • Os  custos também devem se manter estáveis. Não é esperada forte pressão de emprego e renda para alimentar a inflação e o Banco Central parece mais comprometido com seu controle.

Para os investidores, a notícia é boa. Quem recebia R$ 2.000 até 2012 e viu sua renda despencar para R$ 1.900 em 2013, vai gostar de chegar em 2016 com R$ 3.000.


Fonte: Hotel Invest, que lançará o Panorama da Hotelaria Brasileira no começo de 2014. Leia o Panorama 2012-2013 AQUI.

==========================
Se gostou desse post, com certeza se interessará por esses também:
Postar um comentário